Exame não aponta ruptura no ligamento de Kyrie Irving

A partida do último sábado entre Brooklyn Nets e Washington Wizards ficou marcada por uma cena que assustou muito aos torcedores dos Nets, que viram o seu principal astro desta temporada sair de quadra com suspeita de uma grave contusão: quando Kyrie Irving deixou a quadra após disputa de bola com Bradley Beal a suspeita era que o astro tivesse uma ruptura dos ligamentos do joelho, lesão que daria por encerrada a sua primeira temporada com a camisa da franquia.

Um exame de ressonância magnética foi feito logo após a partida e serviu para tranquilizar todos os seus companheiros, a comissão técnica e a torcida, já que descartou qualquer tipo de ruptura nos ligamentos. Vale lembrar que uma contusão desta gravidade demoraria pelo menos de 6 a 8 meses para ser tratada e o jogador poder voltar a exercer qualquer atividade física de alta intensidade.

O exame descartou uma ruptura nos ligamentos, o que é uma ótima notícia, mas mostrou que realmente os ligamentos do joelho direito sofreram uma lesão durante a partida. Sendo assim, o jogador ainda não tem nenhum prazo definido para voltar às quadras. A expectativa neste primeiro momento é que ele passe pelo menos 7 dias afastado de todas as atividades e após 7 dias seja novamente avaliado pelos médicos do Brooklyn Nets.

Este período afastado não significa que ele irá voltar a jogar em uma semana, mas sim que após estes dias poderá ser feito um diagnóstico melhor com a sua previsão de retorno aos jogos do time.

A lesão nos ligamentos de Kyrie Irving chega no pior momento possível, já que o jogador vinha finalmente mostrando um grande basquete principalmente neste mês de janeiro. Kyrie Irving teve neste mês uma média de 27.9 pontos por partida e estava com uma média de 52% de aproveitamento nos arremessos de 3 pontos. A lesão acontece também apenas uma noite após Irving anotar 54 pontos contra o Chicago Bulls.

Apesar da boa fase, esta temporada será a primeira desde 2016 que Kyrie Irving não estará no time titular do All Star Game, já que na votação de Conferência Leste acabou sendo preterido por nomes como Trae Young, Kemba Walker, Joel Embiid e Pascal Siakam, além do capitão Giannis Antetokounmpo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *