A NBA está para o basquete assim como a Europa está para o futebol

A NBA anunciou nesta terça (25), um recorde de 113 jogadores internacionais de 41 países inscritos para a temporada 2016-2017. Esse número marca o terceiro ano consecutivo em que a liga apresenta pelo menos 100 atletas estrangeiros e todas as equipes inscreveram no mínimo um jogador internacional. É como a Europa do futebol, o campeonato chega a ser mais importante que o mundial de clubes e até mesmo as competições entre países.

Esse ano a quantidade de europeus aumentou para 61 atletas na abertura, além de 14 africanos. O Canadá é o país com o maior número de atletas pelo terceiro ano consecutivo com 11 jogadores inscritos na NBA. O Brasil não fica atrás, temos nove jogadores representando o país na maior liga de basquete do mundo.

A França aparece na segunda posição, também pelo terceiro ano consecutivo, com dez representantes. O Brasil manteve seus nove nomes, enquanto a Austrália tem oito atletas e a Croácia iguala sua melhor marca com cinco jogadores nesta temporada.

Abrindo sua 71ª temporada, a NBA teve uma rodada dupla com Cleveland Cavaliers, atual campeão, recebendo o New York Knicks, a partir das 21h30min (horário de Brasília), com transmissão ao vivo pelo canal SporTV. Na sequência, o San Antonio Spurs visitou o Golden State Warriors, atual vice-campeão da liga, e venceu por 129 a 100, às 0h30min ainda na quarta-feira, no confronto entre as equipes de melhores campanhas na temporada passada. Além disso, o Portland Trail Blazers recebeu o Utah Jazz de Raulzinho às 0h desta quarta-feira e venceu por 113 a 104.

Em 2014-2015 e 2013-2014, a NBA apresentou um recorde de 101 jogadores internacionais de 39 países e territórios. No ano passado, foram 100 atletas estrangeiros de 37 países e territórios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *