NBA entra de vez no mundo do eSports

A NBA entrou definitivamente na era dos esportes virtuais. A maior e mais importante liga de basquete do mundo fechou uma parceria com a Take-Two Interactive Software, dona de empresa responsável pela NBA 2K. As partes anunciaram que a liga norte-americana terá seu próprio game. A previsão para a versão virtual da NBA tem previsão de lançamento para meados de 2018 e contará com um enorme draft de jogadores.

De acordo com o representante da NBA, Adam Silver a NBA 2k eLeague vai abrir novas possibilidades para os atletas virtuais. ” Agora, eles podem dizer “talvez eu não pudesse jogar pelos Knicks porque não tinha a proeza física para competir nesse nível, mas eu tenho a proeza mental e física para competir num e-sports pelos eKnicks.”, disse. Além disso, segundo o comissário, a iniciativa vai fazer com que o basquete cresça em proporções antes impensáveis. A ideia é que todas as 30 franquias da NBA façam parte do projeto, tendo um máximo 12 times jogando a liga virtual.

A perspectiva é que o formato do torneio seja semelhante ao da NBA, com os time jogando um total de 82 partidas e, classificando os oito melhores para a fase final. A previsão é que o time vencendor receba um prêmio de US$ 250 mil, aproximadamente R$ 781 mil. As franquias poderão escolher num total de cinco jogadores, a partir de uma “peneira” com gamers do mundo inteiro. Assim como acontece NBA, as franquias também poderão contratar jogadores fora do processo do draft.

A onda dos esportes virtuais já vem despertando interesse dentro do basquete americano. O Philadelphia 76ers, por exemplo, já arrematou a compra de 100% dos direitos dos Team Dignitas e no Team Apex, em negociação realizada em setembro de 2016. Já o Houston Rockers fechou negócio com um diretor de eSports.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *