NBA investiga Lakers

A NBA está investigando se os Los Angeles Lakers aliciaram o jogador All-Star, Paul George, enquanto ele estava sob contrato com o Indiana Pacers.

Os Pacers pediram à liga para abrir a sonda.

“Os Lakers têm sido cooperativos e, neste momento, não foram encontradas provas”, disse o porta-voz da NBA, Mike Bass, em um comunicado. “Pedimos a ambas as equipas que se abstenham-se de comentarios enquanto a investigação está em andamento”.

Não há um cronograma conhecido para a conclusão da investigação realizada pelo escritório de advocacia de Nova York, Wachtell, Lipton, Rosen & Katz.

George é fez parte quatro vezes do All-Star game e é nativo do Los Angeles que foi negociado no Oklahoma City Thunder no início desta temporada. Os Pacers o negociaram depois que George disse que planejava deixar o Indiana como agente livre no próximo verão.

Tem havido especulações por algum tempo que George queria se juntar aos Lakers. De acordo com as regras da NBA, as equipes não têm permissão para tentar influenciar qualquer jogador que esteja sob contrato com outra equipe.

Se os Lakers abordaram o jogador, a NBA poderia emitir qualquer combinação de multas, confisco de levantamentos ou suspensões de projetos que foram considerados envolvidos. A manipulação, segundo a liga, pode ser direta ou indireta. Em uma entrevista com o presidente dos Lakers, Magic Johnson, no início deste ano no “Jimmy Kimmel Live” a ABC fez pouco para reprimir a especulação sobre o potencial futuro de George na franquia de Los Angeles.

Nessa entrevista, Kimmel perguntou a Johnson o que constitui adulteração, e se ele podia falar com George caso eles se cruzassem.

“Nós vamos dizer oi porque nos conhecemos”, disse Johnson. “Você simplesmente não pode dizer, ‘Ei, eu quero que você venha para os Lakers’. Você sabe o que isso significa, certo?” Respondeu Johnson.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *