Oscar Schmidt é homenageado pelos Nets

São poucos os atletas que teriam coragem de abandonar um time da NBA por causa da seleção brasileira, Oscar Schmidt foi um deles. O craque teve a chance de atuar pelos Nets na década de 80, mas não o fez pois teria de abrir mão da convocação.

Ocupando a lista dos maiores jogadores de basquete de todos os tempos, Oscar foi homenageado pelo Brooklyn Nets, equipe da NBA que poderia ter defendido na década de 80. A ação aconteceu no Barclays Center, antes da derrota dos Nets por 112 a 103 para o Memphis Grizzlies.

Oscar recebeu uma camisa dos Nets com o número 14, igual o que jogou durante toda a carreira. A homenagem foi entregue pelo argentino Luis Scola, que atua no Brooklyn e teve Oscar como ídolo na infância.

Oscar foi draftado pelo New Jersey Nets que mais tarde viraria o Brooklyn Nets, em 1984, mas nunca chegou a atuar na NBA. As regras da Federação Internacional de Basquete (Fiba) da época não permitiam que atletas que jogassem na liga americana defendessem seus países em competições internacionais, o que fez o brasileiro abrir mão do sonho de atuar na Liga Americana para jogar na seleção.

Muitos perguntam por que o brasileiro é tão reconhecido se não passou pela Liga dos sonhos, ele foi o maior pontuador da história com 49.737 pontos. Além disso, também é recordista de pontos em Jogos Olímpicos, com 1.093. Quando ele enfrentava o gigante EUA nas olimpíadas não se intimidava.

Em 1987 o brasileiro conseguiu a primeira e unica medalha de ouro para a seleção jogando uma final histórica contra os EUA, confira a escalação da época:

Seleção Brasileira

Paulinho Villas Boas
Maury Ponikwar de Souza
Gerson Victalino
João José Vianna “Pipoka”
Rolando Ferreira
Ricardo Guimarães “Cadum”
Jorge Guerra “Guerrinha”
Marcel Ponickwar de Souza
Silvio Malvezi
André Ernesto Stoffel
Oscar Daniel Bezerra Schmidt
Israel Campelo Andrade

Seleção Americana

Keith Smart
Pooh Richardson
Jeff Lebo
Ricky Berry
Fennis Dembo
Jerome Lane
Willie Anderson
Rex Chapman
Pervis Ellison
Danny Manning
Dean Garrett
David Robinson

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *