Primeiro Mineiro a jogar na NBA é encontrado morto em casa

O basquete brasileiro está em luto, o pivô Fabrício Melo, 26 anos, primeiro jogador mineiro a atuar na NBA, foi encontrado morto em casa, na noite do sábado, em Juiz de Fora, Zona da Mata mineira. A informação é da Polícia Militar, que atendeu ocorrência por volta das 20h deste sábado. Ainda não há informações sobre a causa da morte. A causa da morte ainda é desconhecida e nenhum familiar se pronunciou sobre o ocorrido.

Ele morava com a mãe e as duas irmãs. Segundo o boletim de ocorrência, ele foi encontrado morto pela manhã pela própria mãe. Ele foi dormir na noite de sexta normalmente e não acordou mais. Ao perceber que o filho não havia acordado, a mãe, Regina Célia, foi averiguar a situação do jogador. Ao ver que ele estava inconsciente, chamou uma ambulância do Samu que, ao chegar no local, constatou o óbito.

Segundo a PM, não havia indícios de violência ou crime no local. Não foi feita perícia na casa, e o corpo foi liberado pela funerária de plantão, na noite deste sábado, que o encaminhou para o Instituto Médico Legal (IML).

Pivô, com 2,13 m, Fab Melo, como era conhecido, era uma personalidade conhecida do basquete brasileiro, especialmente por ter chegado à NBA. Ele atuou pela Universidade de Syracuse, em Nova York, e acabou draftado pelo Boston Celtics em 2012. Foi a 22ª escolha na primeira rodada do draft, após ter sido apontado como o melhor jogador de defesa universitário.

Infelizmente Fab não teve tantas chances nos Celtics e acabou na D-League pelo Maine Red Claws. Depois passou para o Texas Legends e em 2014 voltou ao Brasil. No último ano defendeu o Brasília.

Também não há informações de que tenha sido suicídio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *