Stephen Curry revela doença degenerativa nos olhos

Em janeiro deste ano Stephen Curry chegou ao honroso posto de 3º jogador com mais bolas de 3 convertidas na NBA, na ocasião chegando a 2.285 bolas de três em sua carreira e superando assim o antigo dono da posição, Jason Terry.

Com 656 partidas disputadas na época, Curry tinha uma média de 3,47 bolas do perímetro certas por jogo e assim podia ser considerado o maior arremessador da história da NBA, já que o líder das estatísticas Ray Allen acertou 2.937 bolas de 3 na carreira em 1.300 jogos, média de 2,25 por partida e o segundo colocado Reggie Miller conseguiu 2.560 cestas de 3 em 1.389 partidas, média de 1,84 por jogo.

Parecia apenas questão de tempo para Stephen Curry se aproximar dos dois líderes, porém logo no mês de fevereiro de 2019 ele teve uma queda brusca em seu aproveitamento dos chutes do perímetro, caindo para apenas 37% de aproveitamento na ocasião.

Muitos ficaram sem entender o motivo desta queda na época, porém o jogador se abriu em entrevista ao “The Athletic” e revelou que durante toda a sua vida conviveu com uma doença degenerativa nos olhos chamada Ceratocone.

A Ceratocone é uma doença que causa uma curvatura irregular na córnea de quem a possui, prejudicando a visão da pessoa e causando vistas embaçadas e visões distorcidas. E por mais incrível que isso pareça, esta é uma condição que acompanha Stephen Curry desde que ele nasceu, sendo corrigida somente agora.

Com a sua queda de rendimento Curry resolveu cuidar de uma vez por todas deste problema e em sua 10ª temporada da NBA adotou o uso de lentes de contato durante as partidas. A mudança surtiu efeito logo de cara e o seu aproveitamento subiu para 43% logo no mês de março.

Resta saber como esta mudança irá se refletir na carreira do armador e tentar entender como ele conseguiu números tão surpreendentes com um problema de visão sério como este. O próprio jogador disse em entrevistas recentes que foi estrábico durante muito tempo e somente agora com as lentes sente como “se o mundo inteiro estivesse se abrindo”.

Stephen Curry já chegou neste mês de abril a marca de 2.469 bolas de 3 na carreira, sendo apenas questão de tempo para ultrapassar Reggie Miller e começar a perseguição à Ray Allen.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *